Harmonias e como combinar cores?

Reagimos à cor por instinto e escolhemos de forma intuitiva as cores com as quais nos identificamos. 

No entanto, para escolher um esquema de cores não devemos apenas seleccionar duas ou três cores de que gostamos. Recomenda-se que na harmonização das cores se equilibre as proporções utilizadas, tendo também em conta, por exemplo, a iluminação que sobre elas incidirá e o dinamismo das próprias cores.

Conheça os vários tipos de harmonias do círculo cromático e não tenha medo de arriscar, pois não há uma regra para criar a harmonia perfeita, a harmonia correta é a que mais lhe agradar. Trata-se de uma questão de dosagem e de composição e, acima de tudo, de gosto pessoal.

Como combinar cores na decoração da sua casa?

círculo_cromático

Para o ajudar a compreender os princípios de combinações de cores, os seus contrastes e harmonias, consulte o círculo cromático – uma representação simplificada das cores onde são dispostas as variações visíveis pelo olho humano.

Círculo Cromático

O Círculo Cromático é baseado nas três cores primárias, vermelho, amarelo e azul e nas composições que dão origem às cores secundárias e terciárias, cuja aplicação racional pode proporcionar decorações que evitam não só o cansaço relativamente às cores escolhidas como a fadiga física e fisiológica provocados por esquemas de cor mal concebidos.
Na imagem ao lado pode encontrar a identificação dos vários tipos de cores:

Cores primárias: amarelo, azul e vermelho.

Cores secundárias: Laranja médio, verde médio e púrpura médio que resultam da mistura das cores primárias.

Cores terciárias: da mistura de cores secundárias com primárias obtêm-se amarelos esverdeados, amarelos-alaranjados, etc.

As harmonias na combinação de cores

Para avivar a paleta de cores de um ambiente sem o sobrecarregar, podem criar-se harmonias com os vários registos cromáticos. Para tal, podem misturar-se tons vivos com os neutros ou combinar tons claros com mais escuros num efeito de degradé. ​​​​​​As possibilidades do universo cromático são enormes.

Conheça as harmonias e escolha a que mais se adequa ao espaço que vai renovar.

MONOCROMÁTICA

monocromática_harmonia

Partindo de uma cor chave, utilizam-se cores da mesma tonalidade mas com intensidades diferentes. Para se obterem melhores resultados, deverão utilizar-se pequenos apontamentos da cor oposta à cor chave.

Com a utilização de cores claras na harmonia monocromática, os ambientes vão tornam-se mais amplos, leves e modernos. Os espaços ficam mais iluminados e dão destaque aos móveis e acessórios.

Por outro lado, se quiser criar um ambiente mais intimista e aconchegante, opte por cores mais escuras!

 

Dica: As cores claras transmitem uma sensação de espaço e reforçam a luminosidade, enquanto que as cores escuras criam intimidade e proporcionam carácter.

ADJACENTE OU POR ANALOGIA

adjacente_analoga_harmonia

Este esquema utiliza duas ou mais cores localizadas ao lado uma das outras no círculo cromático. Para obter os melhores resultados, deverão escolher-se cores que não tenham o mesmo valor e intensidade. Por forma a não causar fadiga visual, deverão acrescentar-se pequenos apontamentos da cor oposta à cor chave.

Para obter os melhores resultados, deverá selecionar-se uma cor dominante e a outra cor deverá ser utilizada de modo mais subtil, para evitar que choquem entre si. 

COMPLEMENTAR OU OPOSTA

complementar_harmonia





Selecionam-se cores que são opostas no círculo cromático.

TRIPLA

tripla_harmonia

Combinam-se três cores equidistantes no círculo cromático, por exemplo o azul, o vermelho e o amarelo. 

Para obter os melhores resultados, deverá selecionar-se uma cor dominante e as outras duas cores deverão ser utilizadas de modo mais subtil.

 

Inspire-se aqui e escolha as cores para o seu projecto!